-gravar-video-sem-medo

5 dicas para gravar vídeo e perder o medo das câmeras

Atualmente, gravar vídeo é uma das principais habilidades. Afinal, nunca nos comunicamos tanto através deles. Segundo estudo das agências Provokers e Box1824, a audiência interessada em vídeos na internet cresceu 135% apenas nos últimos 4 anos.

Dentre vários motivos, estão: a popularização dos smartphones, maior velocidade dos serviços de internet e, principalmente, a disponibilidade de um canal de fácil acesso a vídeos dos mais variados tipos, como é o YouTube.

O site revolucionou a maneira como as pessoas consomem vídeos online, ameaçando até mesmo as gigantes emissoras de televisão que veem seu poder diminuindo dia após dia.

Agora que você já entende a importância de gravar vídeos para internet, seja para usar nas redes sociais, páginas de produto ou até mesmo no YouTube, não saia daqui. Neste artigo, você encontrará 5 dicas imbatíveis para você começar a gravar vídeo agora mesmo:

1 – Ao gravar vídeo, domine o assunto

Essa é a primeira e a mais importante dica de todas. Você alguma vez já apresentou um trabalho na escola em que você não dominava o assunto?

Provavelmente sim – e foi bem difícil.

Quando não dominamos o assunto que precisamos falar, ficamos inseguros. Inseguros, ficamos nervosos. Esse é o cenário perfeito para desistir de gravar vídeo.

Por isso, não dê chance para seu cérebro te pregar uma peça bem na hora da gravação. Se prepare dominando o assunto ao máximo. Estude sobre o tema como se fosse fazer uma prova, afinal, você está ali representando o seu negócio.

Além de diminuir o nível de estresse, conhecer muito bem o tema vai fazer com que você transmita mais autoridade e confiança para quem te assiste.

2 – Crie uma estrutura em tópicos

Mesmo dominando 100% do assunto, gravar de improviso é tarefa muito difícil. Exige muita prática para alcançar esse nível de confiança. Por isso, não é vergonha nenhuma você ter sempre por perto uma anotação com os tópicos centrais do seu vídeo.

Até mesmo os comunicadores mais famosos utilizam dessa técnica. Você já deve ter reparado aquele papel na mão dos apresentadores de TV em programas ao vivo.

É importante que você estruture seu conteúdo de forma lógica e coesa. Torne fácil o entendimento daquele assunto para seu espectador.

Um bom vídeo, geralmente, conta com:

  • Introdução
  • Conteúdo
  • Conclusão

Dentro dessa estrutura, divida em tópicos o assunto que você pretende falar. Para criar esses tópicos, utilize palavras, frases ou parágrafos curtos.

Se você escrever um roteiro de maneira longa para o seu vídeo, correrá sérios riscos de falar no vídeo como se tivesse decorado ou estivesse lendo o texto, o que acaba não ficando nem um pouco natural.

Quanto mais naturalidade você transparecer, melhor, por isso a importância de dominar o conteúdo e manter sua estrutura em tópicos.

Eles servirão como guia.

3 – Treine, treine e treine

Pense na pessoa que gravou o melhor vídeo que você já viu na sua vida…

Pensou?

Um dia ela precisou gravar o primeiro vídeo e aposto que não era algo nem próximo do que ela faz hoje.

Gravar vídeo é uma habilidade que pode ser desenvolvida. Ao contrário do que muitos pensam, não exige talento nenhum. É treino!

Quanto mais você gravar, melhor você vai ficar. É simples dessa maneira.

Com o assunto na ponta da língua, estrutura e tópicos criados, é hora de gravar. Ensaie na frente do espelho, converse sozinho e simule gravações. Faça testes e repita até se sentir mais confiante.

Você pode, também, criar uma conta fechada nas redes sociais e postar vídeos que ninguém vai ver, apenas para começar a se habituar com essa ideia.

Outra estratégia interessante é enviar os vídeos apenas para pessoas de confiança e solicitar feedbacks sinceros para melhoria.

4 – Não seja perfeccionista

Você já deve ter ouvido por aí a frase “feito é melhor do que perfeito”. E é exatamente isso.

Primeiro, a perfeição não existe. Você nunca vai gravar o vídeo perfeito, mas isso não quer dizer que você não deve buscar sempre melhorar. Não estou falando isso.

O que quero dizer é que você não precisa se cobrar tanto para dar o seu primeiro passo. Além disso, nunca compare seu início com o meio de ninguém! O que quero dizer com isso? Não adianta olhar para suas referências e querer ter um desempenho igual.

Entenda que cada pessoa tem seu ponto de partida e respeite o seu. Por isso, esqueça qualquer perfeccionismo que possa existir. Apenas comece!

Contar com uma pessoa de confiança e sincera para aprovar seus vídeos pode ajudar. Por vezes, quando esse processo só depende de nós mesmos, tendemos a nunca achar “bom suficiente” e o vídeo nunca vai para o ar.

Quando acontecer isso, mande para alguém e peça a opinião sincera. Não pense duas vezes, coloque o vídeo no ar.

5 – Ignore críticas não construtivas

Ouvir feedbacks é muito importante para que possamos saber no que melhorar. Porém, é importante separar os diferentes tipos de críticas.

É normal ouvir comentários que, se você não estiver preparado, podem acabar te colocando para baixo. Eles chegam tanto para quem está começando quanto para quem está há mais tempo.

Infelizmente, por vezes esses comentários acabam vindo da onde menos espera, mas não se importe com isso. O conselho que posso te dar é ignorar completamente esse tipo de crítica.

Escute apenas as pessoas que realmente estão interessadas em te ajudar a se tornar melhor, nunca aquelas que criticam só por criticar.

Sua consciência está tranquila com relação a sua postura profissional e ao conteúdo que você está transmitindo? Se a resposta for sim, não tem motivos para se preocupar.

Tudo pronto? Hora de gravar seu primeiro vídeo!